Minhas Redes Sociais
Facebook
Twitter
Orkut
RSS
 
> Principal


Out
21
2017
Delações
Confesso que ainda estou impressionado com a inteligência e a sagacidade dos advogados do procurador Marcello Miller. Estou, inclusive, invejoso da competência desses defensores pela forma como orientaram seu cliente a dizer na Polícia Federal que o envolvimento dele com os irmãos Batista – Joesley e Wesley – foi somente professoral, ensinar gramática. Como os goianos falam errado e escrevem mais errado ainda, Miller serviu de revisor do texto das delações premiadas que os irmãos entregaram a procuradoria-geral da República na primeira fase dos depoimentos. Entendeu bem? Vou repetir: Miller, braço direito de Rodrigo Janot na procuradoria, não cometeu nenhum crime no exercício do cargo. Isso mesmo! Apenas atuou como mestre para corrigir os erros gramaticais dos dois alunos. 
Out
21
2017
Áudios/Vídeos
O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, pediu autorização ao Senado para destituir o presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, todos seus conselheiros, e convocar eleições no prazo máximo de seis meses. O anúncio foi feito por Rajoy, neste sábado (21), após reunião do Conselho de Ministros da Espanha debater a aplicação do Artigo 155 da Constituição para, restabelecer a legalidade na região autônoma.

 

As medidas sugeridas para o Governo da Espanha retomar o controle da Catalunha carecem de aprovação do Senado. E confrontam a proposta de independência catalã, sugerida pelas autoridades regionais e aprovada em referendo realizado em 1º de outubro, sem reconhecimento oficial da Espanha.

“Nenhum governo de nenhum país democrático pode aceitar que se ignore a lei, viole a lei, mude a lei, e que tudo isso se faça pretendendo impor seus critérios aos demais”, disse Raroy, ao anunciar as medidas.

A proposta de dissolução do parlamento catalão acontece após Puidgemont anunciar, em 10 de outubro, o resultado do referendo, que ele defendeu ser o aval que a Catalunha precisava para ser independente, ouvida e respeitada. E após seu alerta, na última quinta-feira (19), sobre a possibilidade de o parlamento catalão votar a independência, se não houvesse diálogo entre as partes.

Mariano Rajoy acredita que as medidas garantirão os seguintes propósitos para a região: “Retomar a legalidade, restabelecer a normalidade, manter a recuperação econômica e realizar eleições na Catalunha”, nesta ordem.

O Artigo 155 da Constituição espanhola prevê a aprovação de decreto com medidas concretas para assumir suas responsabilidades regionais, se uma autoridade autônoma não atende aos requerimentos para voltar à legalidade.

Puidgemont anunciou que fará pronunciamento às 16h deste sábado, no horário de Brasília. E o Senado discutirá as medidas propostas pelo governo da Espanha, na próxima sexta-feira (27).

Diário do Poder 
Out
21
2017
Lava Jato

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar na próxima segunda-feira (23) mais um pedido de habeas corpus do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). De acordo com a revista Veja, caso os ministros mantenham o peemedebista preso, algo provável, o parlamentar começará a planejar com mais força o início das negociações com a Procuradoria-Geral da República (PGR) de seu acordo de delação premiada.

Revista Veja 
Out
21
2017
Lava Jato

Enquanto esteve hospitalizado no Sírio-Libanês, o engenheiro Glaucos daCostamarques trocou 12 telefonemas com o advogado Roberto Teixeira, que defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A informação consta no relatório de quebra de sigilo telefônico de Glaucos, que é proprietário do apartamento vizinho à unidade onde mora o petista, em São Bernardo Campo (SP). O dado foi apresentado pela força-tarefa da Lava Jato no âmbito de incidente de falsidade instaurado para investigar a validade dos recibos de aluguel do apartamento apresentados pela defesa de Lula para comprovar a relação de locador e locatário entre Glaucos e a mulher de Lula, Marisa Letícia, morta em fevereiro. Em depoimento, Glaucos afirmou que recebeu a visita de Teixeira enquanto estava hospitalizado para que ele assinasse recibos retroativos a todo o ano de 2015. No entanto, o hospital não encontrou registros de visitas do advogado ao suposto laranja. Após novo pedido de Moro, o hospital voltou ontem a dizer que não encontrou registros de entrada de Teixeira. Para a procuradoria, as ligações "vêm a corroborar a narrativa feita por Glaucos da Costamarques a respeito de ter sido contatado por Roberto Teixeira durante a internação". Já os advogados de Lula afirmaram, em nota, que o MPF está agindo de forma "desleal", criando uma "nova versão" após o desmentido do hospital. "O MPF busca, ainda, confundir chamadas não efetivadas e ainda chamadas dirigidas a um ramal central com supostos telefonemas ao advogado Roberto Teixeira", diz o texto.


Agência Brasil 
Out
21
2017
Graças ao meu pai

Ex-diretor comercial do grupo empresarial de Jonas Suassuna, Marco Aurélio Vitale afirmou que empresas foram usadas como fachada para receber recursos da Oi direcionados a Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, e seus sócios. De acordo com ele, o Grupo Gol – trata-se de uma empresa que atua nas áreas editorial e de tecnologia, sem relação com a companhia aérea homônima – mantinha contratos "sem lógica comercial" com o único objetivo de injetar recursos da empresa de telefonia nas firmas de Suassuna. "A Gol conseguiu um tratamento que não existe dentro da operadora", afirmou, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. Um relatório da PF aponta que as empresas de Suassuna receberam R$ 66,4 milhões da Oi entre 2004 e 2016. Ele é dono de metade do sítio em Atibaia (SP), cuja propriedade é atribuída a Lula. No terreno de sua propriedade não houve reformas, o que o livrou de ser denunciado pelo Ministério Público Federal.

Folha de São Paulo 
Out
21
2017
Política

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Job Ribeiro Brandão cumpra prisão domiciliar. O alvo do mandado é assessor parlamentar do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). Na decisão de terça-feira (17), Fachin impôs a Job medidas cautelares semelhantes àquelas determinadas para Gustavo Ferraz, ex-diretor da Defesa Civil de Salvador e preso junto com Geddel Vieira Lima por causa do bunker de R$ 51 milhões. É vedada para Job a utilização de telefones e de internet, o que implica no impedimento do exercício de qualquer função pública, de acordo com o G1. Job também está proibido de se comunicar com os demais indiciados, denunciados ou investigados, e seus respectivos familiares. O assessor de Lúcio será monitorado e deverá pagar fiança no valor de R$ 100 salários mínimos. 

Out
21
2017
OLIMPÍADAS

O ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, deixou a cadeia, na Zona Norte do Rio de Janeiro, por volta das 16h30 no horário de Brasília. A liberdade de Nuzman foi concedida nesta quinta-feira (19), em decisão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com algumas medidas cautelares, entre elas a entrega do passaporte, proibição de deixar o Brasil e o Rio de Janeiro (este apenas com autorização judicial) e proibição de ter contato com outros investigados.

EBC 



Visitantes
US 54.167.x.x
Unknown 173.252.x.x
US Google spider
Usuários
Olá Visitante
IP: 54.167.202.184

Usuário
Senha