Minhas Redes Sociais
Facebook
Twitter
Orkut
RSS
 
> Principal

Jan
22
2017
Destaque
Oitenta e três por cento dos brasileiros acham que a morte de Teori Zavascki foi um atentado, segundo o Instituto Paraná de Pesquisa.  E por mais que se negue, ninguém jamais vai acreditar que o homem que tinha o poder de manter os poderosos na cadeia teria sofrido um acidente, uma mera fatalidade. Para dissipar toda as dúvidas, o governo precisa se empenhar em elucidar o caso com uma investigação consistente e minuciosa que prove por a mais b que o ministro não foi assassinado pelas mãos de mercenários a serviço do crime organizado. A primeira reação da população ao acidente aéreo de Teori foi a de uma morte planejada, a exemplo do que ocorria na operação Mãos Limpas, na Itália, quando os mafiosos assumidamente explodiam juízes. Aqui, se houve um atentado, nenhuma organização jamais vai assumir porque, em matéria de crimes misteriosos, evoluímos à sofisticação inimaginável. 
Jan
22
2017
Destaque


O presidente da República Michel Temer (PMDB) afirmou na tarde deste sábado (21) que só vai indicar o substituto de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF) "após a indicação de um novo relator" dos processos resultantes da Operação Lava Jato. Caberá à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, redistribuir o processo da Operação Lava Jato, que Teori relatava. A ministra já indicou que deve redistribuir o processo entre os atuais dez integrantes da Corte.
 
Jan
22
2017
Destaque


A comoção sobre a perda trágica do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki na queda de um avião em Paraty, na quinta-feira (19), não foi o único sentimento comum às autoridades que estiveram presentes ao velório, neste sábado. O futuro da relatoria dos processos da Operação Lava Jato e da composição da Corte Suprema foi pauta obrigatória nas declarações à imprensa e no papo entre os presentes.
 
Jan
22
2017
Protestos de rua


Protestos em várias cidades dos Estados Unidos, Europa e outros continentes foram registrados nesse sábado, primeiro dia após a chegada de Donald Trump à Casa Branca, com manifestantes defendendo a igualdade e a diversidade contra o que creem ser uma era de ameaça a esses valores por parte do novo governo.
 
Jan
22
2017
Política
O líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, Sandro Régis (DEM), criticou a reforma administrativa anunciada nesta sexta-feira (20) pelo governador Rui Costa (PT). Na avaliação do democrata, a nomeação de Jaques Wagner para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), alçando o ex-governador ao primeiro escalão do governo, fará com que a Bahia passe a ter “dois governadores”. “Será que esse modelo irá funcionar? Qual será o jargão agora? Correria ou Vagareza?”, ironizou. Ainda de acordo com Régis, “o blá-blá de gestor de Rui” se desfez com a saída de Jorge Hereda para entrada de Wagner no comando da SDE. “Ele demitiu um quadro técnico que é Hereda. Como Rui escolhe e demite os seus mais importantes auxiliardes? Essa é a pergunta a ser feita”, questionou.
 
Jan
22
2017
Lava Jato
Responsável pela condução da Operação Lava Jato na Justiça Federal, o juiz Sérgio Moro avalia que a definição do novo relator do caso no Supremo Tribunal Federal deverá ser resolvida pela Corte de forma "institucional". Moro compareceu ao velório do ministro Teori Zavaski em Porto Alegre (RS) e reiterou homenagens feitas ao magistrado, que era o relator da Lava Jato no STF. "As instituições estão funcionando. Vai ser resolvido institucionalmente", disse Moro, ao ser questionado sobre a decisão do presidente da República, Michel Temer, de indicar o próximo ministro do STF apenas após a Corte definir o novo relator da Lava Jato. "Compete ao Supremo", completou Moro, ao sair de um almoço com o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe). Com a morte de Teori, o STF deve adotar uma solução interna, para que um dos atuais integrantes da Corte assuma a relatoria da Lava Jato. A decisão sobre o sorteio para a redistribuição deve ser tomada pela presidente Cármen Lúcia.

 

Jan
22
2017
Destaque
O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, preso no Complexo Penitenciário de Bangu, está há dois dias sem tomar banho. Segundo o colunista Jorge Bastos Moreno, do jornal o Globo, Cabral teria pedido ao presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, para conversar com o governador Pezão e enviar carros pipas ao presídio. Cabral teme ser molestado fisicamente pelos outros presos por conta do racionamento de água. "Pelo amor de Deus! Peça pro Pezão mandar de novo um caminhão-pipa para cá. Quando tinha água em abundância, eu era festejado pelos outros presos. Agora, com água racionada, há dois dias que não tomo banho com medo de ser fisicamente molestado por eles", teria dito Cabral para Picciani, de acordo com a publicação.
 

Visitantes
US 54.161.x.x
Unknown 39.76.x.x
Usuários
Olá Visitante
IP: 54.161.219.254

Usuário
Senha